domingo, 1 de junho de 2008

Admito, esse tem sido o único lugar em que expresso meus sentimentos sem parcialidades ou censuras, eu ao menos entendo e isso já basta, ou melhor, bastaria. Me arrependo de não falar as coisas quando realmente devem ser ditas e de ter o dom de fazer as coisas erradas nas horas certas. Poderia ter sido em qualquer momento, menos naquele, sim em todas as duas situações. Acho que me falta maturidade o suficiente pra poder transformar tanta informação em ação, parece que já virou hábito meu derrubar lágrimas, minhas ou suas.

3 comentários:

Gallahad Schneider disse...

E ae Gustavo achei seu blog no seu perfil do orkut e gostei muito do que escreve! Favoretei seu blog e se permetir coloco ele no meu pra que as pessoas possam velo.
prazer em conhece-lo
flw o/

N. disse...

pooxa guto, não postasse mais :/
sinto falta da suas relevâncias :D

kami disse...

Ter um blog é como ter um mundo particular, com admiradores secretos, desconhecidos.è realmente um mundo a parte, tudo é virtual,menos os sentimentos...
Quanto a maturidade ela vem com o tempo, e co as rugas, traz tb a covardia de ser quem era e agir como antes... não culpe-se por ter feito algo errado, ou no momento errado, talvez não houvesse outro!
A juventude nos dá a imprudencia, a coragem necessaria pra derramar lagrimas, suas ou de outro,pio seria perder esta coragem por pura maturidade!

Adorei o blog, compleamente pessoal, acho que vc tem bastante coragem pra se mostrar dessa forma.

Bjusssssss