sábado, 25 de agosto de 2012

Você
Que tem olhos presos,
Sentimentos soltos e cara bonita
Esqueça do resto e veja:
Eu pareço com a sombra que projeto.
Ainda.

O mar é o som invisível do teu cheiro
E eu sou o pedaço vazio
Daquilo que ainda existe de ti aqui.
Ainda?

E é.
Parece que não,
Mas é.

É a folha que cai sem pedir
A onda que quebra sem chorar
A flor que se abre sem saber
O mal que é sem bem querer.
É você.

Um comentário:

Nêmesis disse...

Que poema mais lindo, Tavitto!
Meus olhos enchem de alegria ao ver novos escritos seus :)